22/05/2024
Campos

Município de Campos adota diagnóstico clínico-epidemiológico para a dengue

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Subsecretaria de Vigilância em Saúde, informa que o município está adotando o diagnóstico clínico-epidemiológico para a dengue. O diagnóstico, sem a necessidade de exames, será feito por um médico a partir da apresentação de sintomas claros da doença no paciente.

O diretor de Vigilância em Saúde, o infectologista Rodrigo Carneiro, explicou como funciona o critério. “A partir do aumento mantido no número de casos, além do risco de epidemia da doença, não é mais uma condição essencial a confirmação laboratorial. Um caso de dengue pode ser detectado com uma confirmação clínico-epidemiológica, isso ajuda no diagnóstico precoce e acelera o tratamento da doença”, disse Rodrigo.

DENGUE EM CAMPOS — De acordo com o último balanço divulgado, até o momento, foram registrados 587 casos confirmados de dengue no município neste ano e 25 de chikungunya. Não há confirmação para zika em Campos.

UBS, UPH e CRD PRONTOS PARA ATENDER A POPULAÇÃO — Os pacientes com sintomas leves podem ser atendidos nas Unidades Básicas de Saúde (UBS), pois não requer maiores intervenções. Já as Unidades Pré-Hospitalares (UPH) realizam o atendimento aos pacientes que necessitam da realização de exames de sangue, hidratação e outros procedimentos necessários. O Centro de Referência da Dengue (CRD) tem capacidade para realizar exames, com resultados no dia seguinte e internação, quando necessário, no Hospital dos Plantadores de Cana, que fica ao lado da unidade.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *