Witzel questiona STJ para saber se há pedido para afastá-lo do cargo de governador

A defesa do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, pediu nesta segunda-feira (10) ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) para ter acesso a um eventual requerimento da Procuradoria-Geral da República (PGR) para afastá-lo do cargo.

Os advogados afirmam que estão sendo procurados, inclusive pela imprensa, para tratar do suposto pedido da PGR. O documento teria sido protocolado na esteira das investigações sobre desvios nos recursos para o enfrentamento da pandemia do coronavírus.

O caso será analisado pelo ministro Benedito Gonçalves, que é o relator do caso.

Na última quinta-feira (6), o Portal Tribuna NF revelou com exclusividade, sendo repercutido pela imprensa nacional, um documento em que a Procuradoria-Geral da República pediu a soltura do ex-secretário Edmar Santos, onde a Subprocuradora-Geral Lindôra Araújo colocou o governador no ‘vértice da pirâmide’ da organização criminosa. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *