Internos do Criaad fazem motim em Campos

O Diário Noroeste

Jovens do Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad) fizeram um motim na manhã desta sexta-feira (21) em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

Segundo agentes que trabalham no local, a confusão começou depois que dois jovens fizeram ameaças de morte aos profissionais. Quando os agentes tentaram algemar os jovens para serem levados para a delegacia, outros internos se revoltaram e deram início à ação.

Além das ameaças de morte, os agentes reclamam das condições das unidades do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase). Segundo eles, há sacos de lixo espalhados e fiação exposta. A unidade é para jovens que cumprem medidas socioeducativas em semiliberdade.

Durante toda a manhã, foi grande a movimentação de policiais militares dentro e fora do Criaad. Parentes dos internos se reuniram em um dos portões em busca de informações e, aos poucos, 19 jovens foram levados em um ônibus para a 134ª DP, no Centro da cidade. Os internos e os agentes prestaram depoimentos.

Em nota, o Degase afirmou “que não houve rebelião no Criaad Campos dos Goytacazes, nesta sexta-feira (21)” e que “os adolescentes em conflito com a lei iniciaram um tumulto após saberem que dois jovens, que ameaçaram agentes socioeducativos, seriam levados para a delegacia”.

Disse ainda que “a situação foi controlada pelos servidores com o apoio da Polícia Militar e não houve nenhum ferido”.

“Afirmamos, também, que foi realizado o registro de ocorrência na delegacia local, com o encaminhamento dos jovens envolvidos. Eles vão responder a novo processo judicial, agora com ato infracional praticado durante o cumprimento da medida socioeducativa. Ressaltamos, novamente, que a situação está controlada na unidade”, informou trecho da nota.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: