Cachaça Campista ganha destaque na França

Após a Caipirinha conquistar o título de mais novo patrimônio imaterial do Rio, foi a vez das cachaças produzidas no Estado ganharem um novo destaque também fora do Brasil. A Cachaça Tellura, de Campos dos Goitacazes (RJ), fez sua primeira exportação para Bordeaux, no sul da França.

Com contrato de exportação até 2024, as versões Jequitibá e Amburana da Cachaça Tellura agora também poderão ser encontradas no país europeu. A quantidade inicial exportada foi de 1.750 litros e, com a novidade, a Tellura vai ampliar sua produção para um total de 12.372 litros por ano.

Em 2019, a Tellura teve um aumento de 20% nas vendas, em comparação com 2018. Para 2020, a expectativa é ainda maior, com o início da exportação para a Europa. Localizada em Campos dos Goytacazes, na Fazenda Abadia, a Cachaça Tellura ganhou medalha de prata este ano, na “International Wine & Spirit Competition (IWSC) 2019, em Londres. As Cachaças Tellura Prata e Tellura Jequitibá foram as premiadas no concurso que, a cada ano, recebe inscrições de mais de 90 países em todo o mundo.

Outro grande destaque alcançado em 2019 foi o duplo ouro, recebido pela Tellura Prata na International Taste & Quality Institute (iTQi) de Bruxelas – através do prêmio “Superior Taste Award” (Prêmio de Sabor Superior). Ainda este ano, a Cachaça Tellura Amburana também ganhou medalha de ouro na categoria madeiras brasileiras, durante concurso da Expocachaça 2019, conquistando a maior pontuação na categoria.

Fonte: Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *