Interventor determina mutirão para reavaliar efetivo afastado da PMRJ por motivos psiquiátricos

O general Walter Souza Braga Neto, interventor federal da segurança pública do Rio, determinou a instalação de um mutirão para reavaliar o efetivo de policiais militares afastados pelo setor psiquiátrico da corporação.

De acordo com o texto, publicado no Diário Oficial desta quarta-feira (1º), houve aumento “considerável” dos afastamentos nos últimos anos e há déficit de oficiais médicos psiquiatras na PM.

O reexame será feito por juntas de saúde, compostas por um policial militar e dois militares das Forças Armadas — todos eles, necessariamente, psiquiatras.

Fontes ouvidas pelo G1 calculam que há 6 mil policiais militares afastados de suas funções, a maioria deles por problemas ligados à saúde.

A medida tem efeito imediato. Braga Netto argumenta ainda a necessidade de integrar as instituições e afirma ainda a possibilidade de melhorar as condições de trabalho dos profissionais de saúde.

G1*

De sua opinião