Tradicional Bazar da Coesa foi reinaugurado após três anos fechado

Foi reinaugurado, na tarde desta segunda-feira (04), o tradicional Bazar da Comissão de Entidades Sociais e Assistenciais de Campos (Coesa). Desativado há pouco mais de três anos, o bazar agora se encontra em um novo espaço, localizado no quiosque 3 da Praça Da República, atrás da Rodoviária Roberto Silveira, mais precisamente na Rua Saldanha Marinho, no Centro.

A primeira dama Tassiana Oliveira, marcou presença e comemorou a reativação do bazar. “A Coesa tem uma importância muito grande para a nossa cidade. Acompanho de perto a batalha dos colaboradores e sei que é uma conquista muito grande a reabertura do bazar. Trazer aqui para o Centro vai, sem dúvida alguma, trazer um maior conforto tanto para os vendedores e expositores, quanto para os consumidores. É um compromisso de o governo auxiliar todas as instituições da nossa cidade e proporciona-las melhores condições de trabalho”, afirmou.

O secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Felipe Knust, explicou que o bazar ajuda, também, a fomentar a economia local. “Nosso intuito como secretaria e parceira da Coesa é poder dar toda a estrutura a essas trabalhadoras, além de proporcionar aos colaboradores da Comissão a oportunidade de crescimento, e no futuro, cada um poder quem sabe, abrir o seu próprio negócio”, explica.

O bazar tem peças novas e usadas colocadas para venda, com valor mínimo de R$ 1,99, podendo variar até R$ 150,00, no caso de um vestido de noiva, por exemplo. As entidades participantes têm a liberdade de colocar o valor desejado de acordo com o tipo de item, que costuma variar entre roupas de todos os segmentos, acessórios, berços, utensílios domésticos, brinquedos e afins.

A aposentada Vera Vasconcelos, frequentava o bazar antes do fechamento, relatou que não poderia deixar de prestigiar a reinauguração do espaço. “Sempre frequentei o bazar antes dele ser fechado. Hoje, poder acompanhar a reabertura do espaço, chega a ser emocionante. Aqui você pode encontrar peças de qualidade, em quase perfeito estado e que se fosse comprar em outro lugar, pagaria muito mais caro. Então é sempre bom dar uma passadinha por aqui e ver o que o bazar oferece”, afirma.

Doações – A Coesa aceita doações da população, desde que as roupas ou artesanatos estejam em bom estado de conservação, para movimentar e manter o fluxo de produtos. Toda doação recebida é dividida entre as entidades presentes no bazar, a não ser que ela seja direcionada para uma em específico, e podem ser entregues diretamente no bazar durante o seu horário de funcionamento. Todas as entidades participantes já possuem doações próprias e são com elas que o Bazar será inaugurado.

Todo o valor arrecadado com o bazar será dividido entre as entidades participantes. Cada uma delas tem um responsável que anota o valor arrecadado no dia. Ao final de cada mês, esse responsável e o presidente (o) ou o tesoureiro (a) da entidade faz a prestação de contas para a Coesa em um formulário específico.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.