Rede municipal de ensino de Campos inicia novo ciclo de distribuição de kits de alimentação

A Secretaria Municipal de Educação, Ciência e Tecnologia deu início, nesta sexta-feira (20), ao novo ciclo de distribuição dos kits de alimentação para os cerca de 54 mil alunos da rede municipal de ensino. O subsecretário da pasta, Frederico Rangel, e as agentes de gestão escolar acompanham os trabalhos diariamente nas 234 unidades escolares municipais. Sete delas foram atendidas nesta sexta-feira, totalizando 3.500 kits entregues aproximadamente.

“Hoje começamos pela Escola Municipal Walter Siqueira, no Parque Julião Nogueira, onde também estaremos neste sábado (21). As outras seis unidades são: Creche Escola João Perdecene Neto, Instituto São José, Escola 29 de maio, Escola Presidente Castelo Branco, Escola Senador José Carlos Pereira Pinto e Ciep Clovis Tavares. Na próxima semana, a previsão é para entregarmos cerca de 20 mil kits. Quem tem fome tem pressa. Na semana passada, encerramos o primeiro ciclo de distribuição, tendo atendido os quase 54 mil alunos sem intercorrências”, adiantou Frederico.

Ele destacou que cada kit contém leite em pó, macarrão, biscoito, arroz e feijão tipo 1, óleo, fubá, sal, suco e duas dúzias de ovos. O kit de creche tem como item a mais um pacote de mistura para mingau. As famílias maiores recebem um kit por aluno matriculado na rede. “O açúcar não integra o kit, pois não é recomendado a crianças, de acordo com o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE)”, explicou.

De acordo com o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, professor Marcelo Feres, a distribuição dos kits foi interrompida, ainda em 2020, ano em que os alunos receberam os gêneros alimentícios somente por três meses. ”Logo no início desta gestão, iniciamos os procedimentos necessários para a regularização da distribuição. Identificamos que cerca de 42% dos nossos estudantes vivem na extrema pobreza. Por isso, era primordial que pudéssemos atendê-los com os gêneros alimentícios. Essa medida colabora para a diminuição da evasão escolar e para a melhoria da qualidade do ensino”, disse o secretário.

Ascom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *