Presidente do TRE dá mais 5 dias para 1ª Vara Criminal de Campos enviar documentos para Aije de Bruno e Wladimir

O Presidente em exercício e Corregedor do Tribunal Regional Eleitoral, Claudio Brandão de Oliveira, deu mais 5 dias de prazo para a 1ª Vara Criminal de Campos dos Goytacazes enviar as informações requisitadas na Ação de Investigação Judicial Eleitoral que investiga os deputados Bruno Dauaire (estadual) e Wladimir Garotinho (federal).

A Aije proposta pelo Diretório Estadual do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade/RJ), e a Coligação Mudar é Possível (PSOL-PCB), investiga uma suposta compra de votos sob o valor R$ 50 e um suposto apoio do tráfico.

“Diante das considerações expendidas pelo Escrivão da 1ª Vara Criminal de Campos, em e-mail encaminhado no último dia 31 de outubro (Id 8484059, fls. 1, 1ª parte) e da própria natureza das informações requisitadas, aguarde-se por mais 05 (cinco) dias o atendimento do outrora determinado.”, decidiu o desembargador.

A redação do Portal Tribuna NF teve acesso ao robusto material na época em que estourou o escândalo do suposto envolvimento dos políticos com o tráfico no pleito eleitoral. Não seria uma novidade esse tipo de envolvimento no Rio, já noticiado diversas vezes pela imprensa, mas talvez seja a primeira vez que o tribunal esteja diante de um caso dessa gravidade. O desembargador ficará estarrecido.

Causa estranheza a demora no envio do material, até pela gravidade da investigação, e que precisa de uma decisão definitiva para por fim a qualquer dúvida, seja pela procedência ou não da ação. Isso pode levar o Corregedor a tomar medidas mais incisivas na próxima análise do processo.

Os réus apostam em falha processual para extinguir o processo sem que o mérito seja discutido e já concederam várias entrevistas afirmando que a ação não vai dar em nada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *