Paulo Mello e Albertassi prestam depoimento em investigação sobre a morte da vereadora Marielle Franco

Presos, os ex-deputados estaduais Paulo Melo e Edson Albertassi são ouvidos, na manhã desta quinta-feira (24), na delegacia de Homicídios da Capital sobre a investigação da morte da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

A segunda fase de investigação do caso Marielle tenta descobrir possíveis mandantes para o crime. Em setembro, a ex-procuradora Geral da República Raquel Dodge denunciou o ex-conselheiro do Tribunal de Contas do Rio (TCE), Domingos Brazão, e outras quatro pessoas por interferência nas investigações.

Segundo a polícia, os ex-deputados podem ajudar na linha de investigação que envolve Brazão. Ele também foi parlamentar estadual e sua indicação ao TCE foi aprovada pela Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Todos os três são do MDB.

As duas promotoras do Ministério Público que cuidam das investigação participam dos depoimentos.

Antes de deixar o cargo, Dodge pediu a federalização da investigação do caso, que seria repassado para a Polícia Federal. O pedido está com a ministra Laurita Vaz, do Superior Tribunal de Justiça.

G1*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *