20/06/2024
Política

Negociações entre PT e Paes estão suspensas pelo diretório nacional do partido

O coordenador-geral do Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) nacional do PT, Humberto Costa, determinou que seja suspensa qualquer negociação de apoio e coligação no município do Rio até que a posição do partido seja discutida na próxima reunião do diretório nacional, marcada para dia 26 de março.

“Diante da relevância do processo eleitoral em várias cidades do país para o projeto nacional do PT, entre as quais se inclui a cidade do Rio”, justificou Costa.

Em outras palavras, a Nacional não deve estar tão conformada assim em apoiar Eduardo Paes, sem levar o cargo de vice na chapa.

O prefeito resiste em entregar a vaga a alguém que não seja integrante do seu seleto grupo político. No Rio, dirigentes petistas pareciam conformados. O presidente Lula, entretanto, já teria cobrado o espaço privilegiado na chapa de Paes — lembrando o tamanho e a importância do PT.

Diante do impasse, houve quem propusesse um compromisso para que o vice não disputasse a reeleição, em 2028, e apoiasse o candidato indicado pelo PSD. Neste caso, ganham força os nomes de Adilson Pires (que já ocupou a função de vice no segundo mandato de Paes) e de Benedita da Silva, que já garantiu não ter interesse em entrar na briga daqui a quatro anos.

Fonte: Tempo Real, de Berenice Seara

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *