Fachin volta a negar pedido de Witzel para retornar ao cargo

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, negou nesta terça-feira (6) mais um pedido do governador Wilson Witzel, que está afastado por determinação do Superior Tribunal de Justiça.

Witzel pediu reconsideração em um habeas corpus em que Fachin havia negado no último dia 28. No recurso o governador pedia para retornar ao cargo.

“(…) indefiro o pedido de reconsideração. 2. Sem prejuízo, tendo em vista a posterior interposição de Agravo Regimental (eDOC.40) contra a decisão monocrática proferida no eDOC.37, solicitem-se informações da autoridade apontada como coatora, e na sequência, abra-se vista à PGR para contrarrazões ao recurso interposto. Intime-se. Brasília, 5 de outubro de 2020.”

Witzel foi denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro por supostamente integrar um esquema de desvio de recursos da saúde. O afastamento vale por 180 dias e foi determinado a pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR), que investiga irregularidades e desvios na saúde. Witzel nega as acusações.

O governador afastado ainda enfrenta um processo de impeachment.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *