22/05/2024
Campos

Dengue: Segunda reunião discute abertura de novos leitos de enfermaria e UTI em Campos

Preocupado com o atual panorama da dengue em Campos, o secretário municipal de Saúde, Paulo Hirano, esteve reunido, nesta segunda-feira (19), no gabinete da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), com representantes de vários segmentos da pasta para alinhar estratégias de combate à doença e ao mosquito Aedes aegypti, transmissor também da zika e chikungunya. Este foi o segundo encontro para debater o real cenário da doença no município.

Durante a reunião, foram discutidas, entre outras ações, a ampliação e reestruturação de toda rede assistencial, com abertura de novos leitos de enfermaria e de Unidades de Terapia Intensiva (UTI), inclusive nas unidades contratualizadas. Foi destacada, ainda, a importância da participação tanto do poder público, quanto da população no combate ao mosquito transmissor. Hirano enfatizou que 80% dos criadouros do Aedes estão nas residências das pessoas, ressaltando a necessidade de os munícipes se envolverem ativamente na eliminação desses focos.

“Foi uma reunião de trabalho muito importante para discutir uma real epidemia de dengue em nossa cidade. Campos tem uma boa estrutura assistencial para lidar com essa situação e atender a população da melhor forma possível. Toda a rede está preparada, desde o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) até as Unidades Básicas de Saúde, hospitais e Unidades de Terapia Intensiva, se necessário. Mas, repito, a conscientização e a participação da população são essenciais para controlar a propagação da doença. Precisamos do envolvimento de todos nessa luta contra a dengue”, reforçou o secretário.

DENGUE EM CAMPOS — De acordo com o último balanço divulgado, até o dia 15 de fevereiro, foram registrados 475 casos confirmados de dengue no município e 6 de chikungunya. Não há confirmação para zika em Campos.

Também participaram da reunião, o subsecretário de Saúde, Marcos Gonçalves; o presidente da Fundação Municipal de Saúde, Arthur Borges; o subsecretário e o diretor de Vigilância em Saúde, respectivamente Charbell Kury e Rodrigo Carneiro; o subsecretário de Atenção Primária, Benedito Pereira Martins; o superintendente do Hospital São José, Dante Pinto Lucas; o diretor do Centro de Referência da Dengue, Luíz José de Souza; a diretora de Auditoria, Controle e Avaliação (DACA), Bruna Araújo; o diretor do Centro de Controle de Zoonoses, Carlos Morales; o coordenador e o subcoordenador do Programa Municipal de Controle de Vetores do CCZ, Claudemir Barcelos e Sílvio Pinheiro; a diretora de Gestão das Unidades Pré-Hospitalares (UPH’s), Bruna Vassimon; o diretor de Gestão de Pessoas da SMS, Nilo Sérgio da Silva Pessanha Filho; a responsável pelo Departamento de Assistência Farmacêutica da SMS, Cristiane Abílio Freitas; o procurador da SMS, Mateus José; o subsecretário de Planejamento e Gestão da SMS, Anderson Barros; a representante do setor administrativo do CCZ, Tatiana Almeida, além do subsecretário de Comunicação Social, Luiz Costa.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *