CCZ de Campos inicia novo ciclo de mutirões para intensificar o combate ao Aedes Aegypti - Tribuna NF

CCZ de Campos inicia novo ciclo de mutirões para intensificar o combate ao Aedes Aegypti

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Diante do resultado do último Levantamento Rápido de Índice para Aedes aegypti -LIRAa que apontou médio risco para surto de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti, em Campos, o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) inicia nesta semana, mais um ciclo de mutirões na cidade. As ações, complementares ao trabalho diário realizado pelo órgão, tem como principal objetivo diminuir os potenciais criadouros e evitar a infestação pelo mosquito e, consequentemente, os casos de Dengue, Zika Vírus e Chikungunya, que são transmitidas pelo vetor. Para isso, foi elaborado um cronograma de mutirões, cujas ações começam nesta sexta-feira (8) e se estenderão até o dia 30 de setembro.

Campos registrou índice de infestação para Aedes de 2,8%, ou seja, a cada 100 casas vistoriadas, aproximadamente três registraram criadouros com larvas do mosquito. Este índice é maior do que o preconizado pelo Ministério da Saúde como satisfatório, a qual recomendação é menor que 1%.

“Se comparado ao anterior, que foi de 3,9%, conseguimos baixar o índice, mas ainda não é o ideal, por isso, vamos continuar intensificando as ações e pedimos que a população continue nos ajudando, pois a principal forma de eliminar os focos do mosquito é evitando água parada”, disse o diretor do CCZ, Carlos Morales.

Os mutirões serão realizados sempre às sextas-feiras nos bairros com maior índice de infestação, segundo informou o coordenador do Programa Municipal de Controle de Vetores (PMCV), Claudemir Barcelos. Ao todo 19 bairros, cujos índices de infestação variam entre 12,50% e 5,62%. “Os bairros receberão os Agentes de Combate às Endemias (ACE’s) pela ordem decrescente do índice de infestação”, disse Claudemir.

Durante a ação, os ACE’s irão identificar e eliminar os criadouros, além de orientar os moradores, fazer bloqueio vetorial com bomba costal e tratamento com larvicida, quando necessário. “Além do trabalho de remoção de criadouros, a conscientização da população será fundamental para o combate ao vetor”, reforçou.
Em 2022, foram notificados 378 casos de Dengue no município, dos quais 138 foram confirmados. Já os casos de Zika totalizam 40 notificados, sendo um confirmado. Também foram notificados 80 casos de Chikungunya, sendo três confirmados.

CRONOGRAMA DE MUTIRÃO DE COMBATE AO AEDES AEGYPTI:

08/07 – Parque Zuza Mota

15/07 – Pecuária e Parque São Clemente

22/07 – Parque Tamandaré

29/07 – Parque Riachuelo e Lapa

05/08 – Goitacazes

12/08 – Parque Aurora

19/08 – IPS e Dr. Beda

26/08 – Parque Presidente Juscelino e São Caetano

02/09 – Parque São Matheus

09/09 – Campo Limpo

16/09 – Parque Tarcísio Miranda

23/09 – KM 10 e Jockey Club

30/09 – Parque Rosário e Parque João Seixas

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *