Bruno Dauaire assina pacto com CNJ pela redução da violência contra mulher no RJ

O secretário de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos Bruno Dauaire assinou nesta segunda-feira (8), no Dia Internacional da Mulher, o primeiro termo de cooperação técnica do Brasil com o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para o enfrentamento da violência contra a mulher. O anúncio aconteceu em cerimônia aos pés do Cristo Redentor e também contou com as assinaturas do governador Cláudio Castro e do presidente do CNJ e do Supremo Tribunal Federal Luiz Fux.

“Acho que não existe maior simbolismo do que estar aqui aos pés do Cristo no momento em que passamos por uma pandemia tão cruel e que tem sido cruel também para as mulheres que estão dentro de casa. Os índices de violência têm aumentado durante essa pandemia. Esse termo de cooperação faz do Estado do Rio de Janeiro o primeiro a aderir ao pacto do CNJ contra a violência em relação à mulher. A partir de amanhã (hoje) em vários locais, intensificando nosso trabalho e tentando conscientizar aqueles homens que insistem em transgredir as leis. Estamos aqui para defendê-las e lutar em conjunto por elas”, disse Bruno Dauaire.

O termo cria mecanismos para coibir a violência doméstica e familiar contra a mulher, em todas as suas formas, independentemente de classe, raça ou grupo étnico, renda, cultura, nível educacional, idade ou religião.

Ao final do evento, uma cerimônia foi celebrada pelo padre Omar, reitor do Santuário Cristo Redentor, ocasião em que o monumento foi vestido de lilás para homenagear todas as mulheres do mundo.

Também estiveram presentes a subsecretária de Estado de Política para Mulheres, Cristiana Onorato Bento, e o presidente da Fecomércio-RJ, Antonio Florêncio de Queiroz Junior.

Ascom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *