19/07/2024
Polícia

Acusado de ser o mandante do assassinato de Carlão Ritter é condenado a 16 anos de prisão

Carlão Ritter

Os dois acusados de envolvimento no assassinato do líder comunitário e assessor parlamentar, Carlos Roberto Rocha Ritter, tiveram a sentença decretada em julgamento, nesta última segunda-feira (21), no Fórum Maria Tereza Gusmão, no Centro de Campos. A audiência, que começou por volta das 11h30, teve a duração de quase 12h.

O suposto mandate do assassinato, Wagner de Souza Silva, foi condenado a 16 anos de prisão, enquanto o condutor da motocicleta usada no crime, Matheus Oliveira da Conceição, foi sentenciado a 14 anos. O acusado de ser o assassino de Carlão, Douglas da Silva, foi condenado a 19 anos de prisão no último dia 22 de novembro de 2022.

O Ministério Público deve recorrer da decisão.

O CASO

Carlos Ritter foi assassinado no dia 28 de Maio de 2020, na Rua Manoel Marcelino, no bairro Nova Brasília, em Campos. Segundo a polícia militar, a vítima estava em casa quando foi chamada no portão, momento este que foi atingido. A motivação do crime teria sido passional e envolveria uma mulher

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *