Prefeitura dispensa ajuda de Wladimir Garotinho e Estado nega Hospital de Campanha contra o Aedes

A Subsecretária Estadual de Vigilância em Saúde, Claudia Maria Braga de Melo, negou o pedido do deputado federal Wladimir Garotinho para a instalação de um Hospital de Campanha em Campos dos Goytacazes, para atendimento de pessoas infectadas com dengue, zika e chikungunya. A negativa foi com base na resposta da secretaria de Saúde que dispensou a ajuda alegando medidas para reduzir a infestação do Aedes aegypti.

No documento, Wladimir alegou que “em relação à epidemia Chikungunya que assola Campos  nesse momento, em razão do caos estabelecido no Município por conta dessa doença que vem se espalhando rapidamente e criando inúmeros riscos de morte para a população que vem convivendo com hospitais lotados e sem leitos para atender e tratar de maneira adequada, conforme as notícias amplamente divulgadas na mídia que se encontram em anexo. Por tais razões, solicito a instalação URGENTE de Hospital de Campanha para o combate e tratamento da infestação, inclusive com a participação das Forças Armadas para a rápida efetivação da medida”.

No ofício, a Vigilância informou que os “dados revelam que temos até o dia 4/6, 3.719 casos notificados com suspeita da doença chikungunya. Dos 3.719 casos notificados 895 foram confirmados laboratorialmente, representando 24% dos casos.

De acordo ainda com a Vigilância Estadual, uma equipe técnica esteve em Campos e a secretaria de Saúde informou medidas que estão sendo adotadas e dispensou a ajuda (confira no documento).

* O Portal Tribuna NF aguarda posicionamento da prefeitura caso queira acrescentar algo além da resposta no ofício.

Campos dos Goytacazes é o segundo município do estado do Rio de Janeiro com maior Índices de Infestação Predial de Aedes aegypti, segundo levantamento epidemiológico do estado.

Ainda de acordo com o informe epidemiológico, os sete municípios que apresentaram os maiores Índices de Infestação Predial foram Piraí (4,7%), Campos (4,4%), Rio Bonito (3,7%), Volta Redonda (3,6%), Conceição de Macabu (3,0%), Iguaba Grande (3,0%) e Três Rios (3,0%).

Confira à íntegra:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: