Antecipação de eleição na Câmara de Campos pode gerar nulidade

A possível antecipação da eleição da mesa diretora da Câmara de Campos dos Goytacazes para biênio 2019/2020 se confirmada, à votação poderá gerar nulidade futura.

É que provavelmente os vereadores titulares de oposição que foram cassados pela justiça eleitoral poderão reaver seus mandatos ainda no mês de agosto com o termino do recesso do Tribunal Superior Eleitoral, onde os recursos estão sendo julgados.

A grande expectativa fica por conta do vereador Vinicius Madureira que foi absolvido no crime pelo juiz da 76ª Zona Eleitoral, Elias Pedro Sader, e cujo processo deverá ser apreciado pelo pleno daquela Corte eleitoral.

Parece muito açodado a antecipação do processo para o mês de agosto com claro interesse de afastar o verdadeiro quórum do poder legislativo local.

Já se sabe que a mesa da Câmara terá as digitais de Carla Machado.

De sua opinião