Zé Trovão se entrega à polícia

A defesa do caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, informou em nota que hoje houve a apresentação espontânea dele ao delegado Chefe da Polícia Federal em Joinville.

Em setembro, o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), negou o pedido da defesa do caminhoneiro para que fosse revogada a ordem de prisão preventiva emitida pelo ministro contra ele.

Antes mesmo de ter uma ordem de prisão decretada por Moraes, ele deixou o país e foi para o México, de onde continuou a fazer vídeos incentivando atos antidemocráticos no 7 de Setembro.

Em agosto, ele foi proibido de usar as redes sociais. Mesmo assim, participou de uma transmissão de vídeo feita pelo blogueiro bolsonarista Oswaldo Eustáquio, na qual continuou incitando a realização de atos contra o STF. A Procuradoria-Geral da República (PGR), então, pediu a prisão dele.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *