Witzel exonera Lucas Tristão

O governador Wilson Witzel (PSC) publicou, em edição extraordinária do Diário Oficial nesta quarta-feira (03), a exoneração do secretário estadual de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão.

Tristão era o pivô dos desentendimentos com o parlamento há mais de um ano. E também foi citado nos relatórios do Ministério Público Federal (MPF) que deram origem à Operação Favorito, e que levaram à prisão o empresário Mário Peixoto.

Dossiê e espionagem

Em outra frente, Tristão já tinha se desgastado com a Casa, suspeito de encomendar dossiê e espionagem contra os deputados. A Alerj pediu que o Ministério Público e a Polícia Federal investigassem o caso, depois de uma suposta fala de Tristão.

“Ele falou, tenho testemunha, que tinha dossiê contra os 70 deputados. E vamos mandar remeter também pro Ministério Público”, disse Ceciliano à época.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *