Presidente do Siprosep ameaça Prefeitura com radicalismo

Mostrando despreparo e falta de habilidade, Elaine Leão assume risco de prejudicar os servidores que deveria representar.

A presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Campos (Siprosep), Elaine Leão, “destemperou” de vez na noite desta quinta-feira (2). Mostrando despreparo para a função e grande falta de habilidade, ela prometeu abandonar as negociações com a Prefeitura, durante reunião com o secretário Municipal de Administração e Recursos Humanos, Wainer Teixeira. Destoando completamente do tom conciliatório e de entendimento observado na parte da manhã, quando o secretário recebeu, além de representantes do Siprosep, também integrantes da Federação de Servidores Públicos do Estado.

A líder sindical, além de atacar e desacatar o secretário, também prometeu “aumentar o tom” das manifestações que ela tem comandado, inclusive radicalizando as ações, ameaçando atos violentos. Exatamente o contrário que se espera de uma liderança de classe como a dos servidores municipais de Campos.

Na pessoa do secretário Wainer Teixeira, a Prefeitura já havia reiterado, horas antes, a disposição de estar sempre com as portas abertas para o servidor, para, todos juntos, avançarem no que for possível em benefício dos trabalhadores da Prefeitura. Foram diversas reuniões desde o início da greve, em que toda a situação tem sido colocada com transparência, conforme apresentado horas antes, ao mesmo Siprosep e à Federação de Servidores Públicos do Estado.

Infelizmente, a presidente Elaine Leão parte para um caminho perigoso, evidente em casos de líderes classistas que, ao contrário do que poderiam fazer, acabam por prejudicar àqueles a quem deveriam comandar com equilíbrio e maestria. Evidência disso foi a desastrosa manifestação que comandou recentemente diante da residência do prefeito Wladimir Garotinho, incomodando, inclusive, os seus vizinhos. Uma lástima.

Na manhã desta quinta, os representantes da Federação chegaram até mesmo sugerir à Prefeitura, considerar a possibilidade de conceder, gradualmente, até 2024, alguns benefícios aos servidores. O que parece ter gerado essa revolta na presidente Elaine Leão, ao ponto dela ameaçar partir para o radicalismo.

À administração municipal resta torcer para que o corpo diretor do Siprosep converse com a sua presidente e mostre a ela a necessidade de “manter a cabeça no lugar”, para que, todos juntos, servidores e Prefeitura, possam desfrutar de dias melhores e avanços nas conquistas, que já começaram. Basta apenas um pouco de sensibilidade para observar o que tem sido feito. Bora trabalhar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.