Polícia Federal realiza operações contra fraudes no INSS no RJ

A Polícia Federal realiza duas operações, na manhã desta quarta-feira (1°), para desarticular quadrilha especializadas em fraudes previdenciárias no Rio de Janeiro. Até as 7h40, duas pessoas tinha sido presas. A estimativa é que as fraudes tenham causado prejuízo de R$ 20 milhões aos cofres públicos.

Cerca de 40 agentes participam da Operação Falsum Identitatis, que visa cumprir quatro mandados de prisão preventiva e quatro mandados de busca e apreensão em residências de pessoas investigadas pela prática de fraudes contra o INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social).

Segundo as investigações, a quadrilha é especializada na falsificação de documentos de identidade, e que atualmente existem dezenas de benefícios ativos sendo sacados mensalmente, obtidos com o uso de documentos falsos.

Os policiais cumprem ainda outros quatro mandados de busca e apreensão, no âmbito da Operação Patronos, também relacionada a fraudes contra o INSS, no Rio de Janeiro, Nova Iguaçu e Belford Roxo.

A Operação Patronos investiga a participação de advogados e despachantes num esquema de obtenção de pensões fraudulentas junto ao INSS, mediante a falsificação de documentos que simulam vínculo conjugal inexistente entre pessoas falecidas e os criminosos beneficiados pelas fraudes.

As investigações contaram com o apoio do Núcleo Estadual da Coordenação Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista no Estado do Rio de Janeiro (NUINT/RJ), órgão pertencente à estrutura do Ministério do Trabalho e Previdência.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *