Polícia Civil do RJ mira lavagem de dinheiro em contrabando de cigarros

A Polícia Civil do RJ iniciou nesta terça-feira (19) a Operação Nicot, contra uma quadrilha que explora o contrabando de cigarros. Agentes saíram para cumprir 12 mandados de busca e apreensão — nove no Estado de São Paulo e outros três no Rio de Janeiro.

Investigadores também pediram o bloqueio de até R$ 10 milhões nas contas bancárias dos envolvidos, que podem responder por lavagem de dinheiro, receptação qualificada e falsidade ideológica.

A investigação começou em 2017, quando homens foram presos com uma grande quantidade de cigarros contrabandeados em Campo Grande, na Zona Oeste do Rio.

A delegacia descobriu que a quadrilha utilizava empresas de fachada, no mercado de serviços de mudança, para ocultar valores provenientes do contrabando.

Os integrantes desta organização criminosa, de acordo com as investigações, são responsáveis por movimentar R$ 10 milhões nos últimos anos em suas contas bancárias e teriam ainda adquirido inúmeros bens.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *