Pente-fino nos benefícios do INSS já podem começa

Rio – O presidente Jair Bolsonaro (PSL) assinou, na tarde desta sexta-feira, a Medida Provisória (MP) que vai revisar cerca de 2 milhões de benefícios pagos pelo INSS. Com a assinatura da MP, o pente-fino em pensões por morte, aposentadoria rural e auxílio-reclusão pode começar imediatamente. Em cerimônia rápida, Bolsonaro assinou o documento e não deu declarações.

A medida tem validade imediata, mas precisará ser aprovada pelo Congresso Nacional para se transformar definitivamente em lei. O Congresso tem um prazo de 60 dias, podendo ser prorrogado por mais 60, para votar o texto, aprovando-o ou decidindo pela sua rejeição.

A expectativa do governo é “economizar” R$ 9,8 bilhões com a revisão, que vai até 31 de dezembro de 2020.

De sua opinião