MPF entra com ação de improbidade de R$ 122 milhões contra Pazuello

O MPF apresentou à Justiça uma ação de improbidade administrativa contra o ex-ministro Eduardo Pazuello. O órgão afirma que Pazuello cometeu omissão e a negligência na condução da pandemia, como em negociações para compra de vacinas.

Protocolada na quarta-feira (30/06) na 20ª Vara de Justiça federal, ação foi assinada por oito procuradores e pede que Pazuello responda por quase R$ 122 milhões de dano aos cofres públicos.

Também solicita que o ex-ministro ressarça o valor integral do prejuízo, pague multa, perca função pública e tenha os direitos políticos suspensos de cinco a oito anos.

Os procuradores mencionaram seis atitudes do ex-ministro, incluindo suposta omissão na compra de vacinas, adoção ilegal do “tratamento precoce” e omissão na ampliação de testes de Covid-19.

O processo corre, por enquanto, em segredo de justiça por ter documentos sigilosos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *