Governo do RJ libera transporte intermunicipal a partir deste sábado

Foto: arquivo

O Governo do Estado determinou nesta sexta-feira (5) o retorno gradual do transporte intermunicipal de passageiros a partir deste sábado (6). O decreto com a medida foi divulgado em edição extra do Diário Oficial nesta sexta.

O transporte intermunicipal coletivo estava interrompido desde o início das medidas de isolamento social em março. Segundo o poder executivo do estado, medida “visa atender às demandas sociais e econômicas, tendo em vista a flexibilização progressiva do isolamento social adotada por diversos municípios”.

A partir de sábado, será retomada a operação das linhas rodoviárias e vans intermunicipais, com exceção dos municípios de Barra Mansa, Pinheiral e Volta Redonda. Nessas cidades, permanece restrita a circulação de ônibus intermunicipal, ônibus fretado e vans nas conexões com outras cidades. O transporte coletivo entre os três municípios está mantido.

Deverão operar com ocupação limitada ao número de assentos do veículo as seguintes linhas: que fazem a ligação entre os municípios da Região Metropolitana; entre os municípios do interior do estado; e as de transporte complementar, em qualquer região. De acordo com o decreto, fica vedado o transporte de passageiros em pé.

Já as linhas que fazem a ligação entre a Região Metropolitana e o interior deverão operar com até 50% dos assentos ocupados, nos veículos tipo Rodoviário, e apenas com passageiros sentados, no caso dos veículos tipo Urbano. A fiscalização do cumprimento dessas medidas será realizada pelo Detro, com auxílio das Forças Policiais.

Metrô, trem e barca
Também a partir do próximo sábado, fica suspenso o controle de acesso de passageiros em todas as estações.

No metrô e no trem, a disponibilidade de lugares ficará restrita a, no máximo, 50% da capacidade de lotação. No sistema ferroviário, a operação do ramal Guapimirim seguirá suspensa.

No caso das barcas, as viagens serão realizadas com o quantitativo de passageiros equivalente ao número de assentos existentes na embarcação utilizada. Ou seja, o decreto proíbe a viagem de passageiros em pé.

As estações Charitas e Cocotá permanecerão temporariamente fechadas.

G1*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *