Wladimir e Serafini afirmam que conversa para retirada de Aije não existiu

O deputado estadual Flávio Serafini (PSOL) informou que uma suposta conversa entre ele e o deputado federal eleito, Wladimir Garotinho (PRP), nunca existiu.

Na última semana o Diretório Estadual do PSOL (Partido Socialismo e Liberdade/RJ), e a Coligação Mudar é Possível (PSOL-PCB), propuseram a ação denunciando uma suposta compra de votos sob o valor R$ 50 no dia da eleição.

A suposta conversa foi divulgada na coluna Informe do Dia, do jornalista Cássio Bruno. Segundo a coluna, Wladimir teria ligado para Serafini pedindo para retirar a ação proposta pelo PSOL.

De acordo com Serafini, o processo foi fruto de uma denúncia levada ao PSOL contra Wladimir e Bruno Dauaire (deputado estadual reeleito – PRP): “Não teve participação direta dos parlamentares do partido” afirma o deputado.

Ontem, o próprio Wladimir havia negado a conversa:

— Nunca troquei duas palavras com Serafini, mesmo no tempo em que estive na Alerj (Wladimir foi chefe de gabinete de Bruno). Basta perguntar ao próprio que verá que esse telefonema nunca existiu. Isso é história de quem quer disseminar fakenews e deixar jornalista ciente de que tem uma fonte furada — afirmou.

*Com informações do blog de Suzy Monteiro*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: