Rafael Diniz: “A luta contra o Aedes tem que ser constante”

Com objetivo de inibir o índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya, o prefeito de Campos, Rafael Diniz, participou na manhã deste sábado (15) de mais um mutirão, desta vez no distrito de Morro do Coco. A ação faz parte da estratégia da Secretaria de Saúde, através do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), em parceria com demais secretarias.

Durante o mutirão foram realizados serviços pelos agentes do CCZ, como buscas de possíveis focos de mosquitos, recolhimento de materiais inservíveis, colocação de telas em caixas d’água sem tampas, orientações técnicas aos proprietários dos imóveis e terrenos, além de distribuições de folders.

O prefeito Rafael Diniz, além de ouvir as demandas solicitadas pela população da localidade, deu orientações sobre os cuidados para evitar possíveis criadouros e proliferação do mosquito.

– Este é mais um mutirão, pois a nossa luta tem que ser constante no combate ao mosquito vetor. Com o resultado do último LIRAa, 80% dos focos de mosquitos estão dentro dos imóveis e terrenos, então é extremamente importante que todos tirem 10 minutos durante a semana para que possamos alcançar nosso objetivo que é combater o mosquito e garantir qualidade de vida e saúde para toda população campista – destacou o prefeito Rafael Diniz.

Com base no LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti), foram elaboradas estratégias pela Secretaria de Saúde para implementar maior ofensiva nas ações, em função do avanço para o quadro de “período endêmico”.

Um comentário em “Rafael Diniz: “A luta contra o Aedes tem que ser constante”

  • 16 de junho de 2019 em 14:04
    Permalink

    Rafael na rua pra combater o mosquito? Tá de brincadeira. Já começou a campanha, e pelo que se vê, talvez desista de concorrer à reeleição. Rejeição nos 4 cantos da cidade. Vai passar vergonha.
    E tem trabalhado tanto o rapaz. Já voltou o cheque Cidadão, a passagem social, restaurante popular, inaugurou o hospital da baixada e não falta mais medicamento nos postos.
    Enganou o povo uma vez, não enganará a segunda.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: