Polícia Federal na Câmara de Campos para ouvir porteiros e verificar documentos

Uma equipe da Polícia Federal esteve na Câmara de Vereadores de Campos, na tarde desta segunda-feira (10) para ouvir os porteiros da instituição sobre suposta irregularidade nas contratações que foi levantada em recente reportagem do jornal online Tribuna NF e posteriormente pela Intertv, afiliada da rede Globo.

*Marcão: escândalo na contratação de funcionários

A ação da Polícia Federal aconteceu durante sessão solene na Casa de Leis.

Os policiais federais foram ao setor administrativo do legislativo para verificar as documentações dos funcionários.

A reportagem mostrou que a  Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes tem 25 vereadores e 30 porteiros e revelou também que em fevereiro, a casa tinha apenas dois porteiros e o número foi aumentando até chegar a 30 em outubro de 2018, o que é proibido em período eleitoral.

De acordo com levantamento, o custo desses profissionais aos cofres públicos é de mais de R$ 170 mil.

O presidente da Câmara Municipal, Marcão Gomes, foi candidato a deputado federal, mas foi derrotado mesmo recebendo o apoio do prefeito Rafael Diniz e inúmeros correligionários detentores de cargos de DAS e RPA.

De sua opinião