Polícia Ambiental prende dez homens e apreende armas em cerâmicas de Campos

O Comando de Polícia Ambiental da PMERJ – CPAM deflagrou na manhã desta quinta-feira (12) a *Operação “GABARITO” com o objetivo de reprimir o funcionamento irregular, no Município de Campos dos Goytacazes, região Norte Fluminense, de fábricas e estabelecimentos ligados à produção de cerâmica e seus subprodutos como tijolos, blocos, telhas, lajes etc, sem licença ou autorização dos órgãos ambientais competentes, ou em desacordo com as normas legais e regulamentares pertinentes.

Devido ao alto potencial de poluição e utilização de recursos naturais, as ações tiveram como alvo 20 fábricas de cerâmica apontadas pela Divisão de Inteligência do CPAM e que foram fiscalizadas em todas as etapas de produção, desde a extração de argila, sua moldagem, secagem, queima, produção final e expedição.

Policiais do CPAM flagraram crimes ambientais que envolviam a extração ilegal de argila, a lavra clandestina de recursos minerais, o consumo irregular de água, de energia, a emissão irregular de resíduos sólidos e líquidos e a emissão poluente de material particulado e gasoso.

A ação continua em andamento e resultou, até o momento, na prisão de 10 elementos e na apreensão de Retroescavadeiras, Empilhadeiras e Caminhões*.

Foram apreendidos ainda o seguinte armamento:
. *01 Pistola Taurus calibre. 380, com carregadores e munições*;
. *01 Revólver Taurus calibre 38 com munições*.

A *Operação “GABARITO” contou com a participação de 50 Policiais Militares do Comando de Polícia Ambiental da PMERJ e 13 Viaturas.

Os elementos detidos estão sendo conduzidos à 134° Delegacia Policial para formalização dos Crimes de Porte Ilegal de Armas de Fogo e contra o Meio Ambiente previstos na Lei 9.605/98.

Fonte: Ascom

De sua opinião