Marcelino da Farmácia vence eleição suplementar para prefeito de Rio das Ostras

Marcelino da Farmácia (PV) venceu a eleição suplementar para prefeito de Rio das Ostras, no interior do Rio, neste domingo (24). O candidato teve 24.179 mil votos, 14.574 mil a mais que o segundo colocado, Dr. Fábio Simões, que teve 9.605 mil.

A apuração das 221 seções eleitorais, distribuídas em 34 pontos de votação, terminou por volta das 20h20. Ao todo, segundo o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ), 55.918 mil eleitores votaram, e a abstenção foi de 20,67%.

“Eu agradeço à população pelo empenho para essa expressiva votação em Rio das Ostras. A primeira prioridade vai ser na segurança pública, a segunda será a saúde e a terceira será enxugar a máquina pública”, disse Marcelinho após a vitória nas urnas.
Rio das Ostras teve seis candidatos à eleição suplementar. Concorreram ao cargo de prefeito Deucimar Talon (PRP), Marcelino da Farmácia (PV); Gelson Apicelo (PDT); Winnie Freitas (PSOL); Flávio Poggian (PSD) e Dr. Flávio Simões (PP). Confira abaixo como terminou a votação.

Marcelino da Farmácia – 24.179 votos
Dr. Fábio Simões – 9.605 votos
Deucimar Talon – 9.512 votos
Flávio Poggian – 2.534 votos
Winnie Freitas – 1.516 votos
Gelson Apicelo – 784 votos

A eleição suplementar foi convocada pelo TRE-RJ depois que o então prefeito, Carlos Augusto Balthazar (PMDB), teve o registro de candidatura cassado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por abuso de poder econômico e político nas eleições de 2008. A cassação foi em abril.

Carlos Augusto chegou a se candidatar a prefeito no pleito de 2018, mas desistiu da candidatura depois de ter o registro de candidatura indeferido pelo TRE-RJ. No indeferimento, a Justiça aceitou o argumento de que Carlos Augusto foi o causador do novo pleito, já que teve a candidatura cassada pelo Tribunal Superior Eleitoral, em Brasília.

Marcelino da Farmácia completará o mandato de seu antecessor, com exercício até 31 de dezembro de 2020. Atualmente, a cidade é administrada por Carlos Alberto Afonso Fernandes (PSB), presidente da Câmara notificado pelo Tribunal Regional Eleitoral no dia 3 de maio.

Ocorrências

Em Rio das Ostras, seis pessoas foram detidas no último balanço divulgado pelo TRE-RJ, sendo cinco por boca de urna e uma por desacato. No dia da votação é vedada qualquer espécie de propaganda de partidos políticos ou de seus candidatos, conforme a Lei nº 9.504/1997.

Fonte: G1

De sua opinião