Hemocentro: estoque baixo e cirurgias eletivas suspensas

O Hemocentro Regional de Campos está necessitando da doação de todos os tipos sanguíneos para atender as demandas das 25 instituições hospitalares que são cobertas pela unidade. Diante desse quadro, todas as cirurgias eletivas precisaram ser suspensas e apenas os casos de urgência e emergência estão sendo atendidos. O Hemocentro reforça sua campanha para atrair mais doadores e conta mais uma vez com a sensibilidade e solidariedade da população. O serviço de coleta de sangue funciona todos os dias, inclusive finais de semana e feriados, das 7h às 18h, no Hospital Ferreira Machado (HFM), que fica situado na Rua Rocha Leão, n° 2, no bairro Caju.

— Precisamos que as pessoas façam suas doações para que possamos atender toda nossa demanda, que não é só o município de Campos. Agradecemos e reconhecemos o esforço daqueles doadores frequentes, mas precisamos alcançar um número maior de doações — destacou a diretora do Hemocentro, Sandra Chalhub.

Das 25 instituições hospitalares atendidas pelo Hemocentro, nove são de Campos e mais 16 unidades hospitalares estão distribuídas em 14 municípios. Para manter o estoque em dia, o único banco público de sangue necessita de 70 doações diárias, porém esse número tem sido abaixo do esperado.

Para doar sangue é preciso apresentar documento de identidade com foto, ter boas condições de saúde, peso superior a 50 kg, idade entre 16 e 69 anos, não estar em jejum e não ter ingerido alimentos gordurosos nas últimas três horas. Menores de 18 anos devem comparecer com o responsável legal. Vale lembrar que o intervalo entre uma doação e outra é de 60 dias para homens e 90 dias para mulheres.

Alternativa – Para as pessoas que não pode por algum motivo comparecer à sede do Hemocentro, a unidade conta com seu ônibus de coleta móvel. No próximo dia 14, das 8h às 15h, o ônibus estará em São João da Barra. Já no dia 16, a coleta móvel acontece na Praça do Santíssimo Salvador, em Campos, no mesmo horário.

Fonte: Ascom

De sua opinião