Wladimir diz que problemas na saúde precisam ser priorizados

Em visita ao Hospital dos Plantadores de Cana (HPC) nesta quarta-feira (30), o candidato à prefeito de Campos, Wladimir Garotinho (PSD), afirmou que a emenda parlamentar de R$ 1 milhão que destinou a unidade de saúde evitou o colapso no atendimento.

Ele destacou que a dívida da Prefeitura com o Hospital chega a R$ 18 milhões, provocando atraso no pagamento de salários de funcionários e de fornecedores.

O candidato visitou a unidade de saúde acompanhado do vice-prefeito Frederico Paes (MDB), e foi recebido diretoria.
As emendas no valor de R$ 1 milhão foram destinadas por meio das emendas parlamentares do deputado federal Wladimir Garotinho, que também conseguiu o credenciamento do Programa Rede Cegonha, que estava paralisado no Ministério da Saúde há cinco anos por problemas burocráticos.

Wladimir foi recebido pelo presidente do HPC Márcio Rocha, além dos diretores Almir Quitete, Benedito Pohl e Adelsir Barreto.

Os diretores detalharam a situação financeira do hospital em função das dívidas não pagas pelo atual governo municipal. Segundo eles, a inadimplência dificulta o trabalho de excelência oferecido pelo hospital filantrópico há anos.

“Seria cômodo pra mim ficar em Brasília, como deputado, ajudando os hospitais de Campos, além de outras entidades locais. Mas vi que poderia fazer mais e aceitei o desafio de reconstruir o município, que nos últimos quase quatro anos ficou largado, com a população sofrendo na área da Saúde, Educação e Assistência Social”, afirmou Wladimir Garotinho.

Frederico Paes, que foi o gestor do HPC e está licenciado, diz que o governo municipal deve atuar como parceiro dos hospitais filantrópicos, levando em consideração que 70% da resolutividade dos atendimentos no município são de responsabilidade dos hospitais filantrópicos.

“O atual governo não enxerga os filantrópicos desta forma, os tratam como inimigos e não são”, explica Frederico Paes.

Ascom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *