Visa interdita clínica de estética e procedimentos estéticos em Guarus

A Vigilância Sanitária Municipal (VISA) interditou, na última sexta-feira (02), uma clínica que realizava procedimentos estéticos sem licença sanitária no Parque Guarus. No local, os agentes também identificaram que o proprietário e responsável por realizar os procedimentos não tinha nenhuma habilitação legal ou curso que o permitisse a prática de Quiropraxia, atendimentos ambulatoriais, procedimentos estéticos, entre outros serviços de saúde oferecidos pela clínica.

Os fiscais chegaram ao local após uma denúncia anônima. Durante a fiscalização foi constatada a existência de material cirúrgico, medicamentos controlados e anestésicos. Segundo o órgão, no local foram encontrados produtos de fabricação caseira clandestina à venda, sem rótulo e sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA).

Ainda de acordo com a Visa, o proprietário informou ser mestre em oncologia e doutor em Quiropraxia, mas na realidade sua formação é na área de Biologia, sem registro ativo no Conselho Regional de Biologia.

A clínica foi autuada e interditada. O responsável foi conduzido para a 146ª Delegacia de Polícia. O órgão alerta as pessoas que realizaram algum procedimento na clínica que compareçam à delegacia para fornecer informações que possam ajudar nas investigações, em especial nos casos que geraram algum agravo à saúde do consumidor.

A Vigilância Sanitária também alerta para os riscos de fazer procedimentos estéticos e de saúde em locais com higiene precária e/ou sem profissionais devidamente capacitados. A população deve estar sempre atenta para a licença sanitária que deve estar exposta em local visível e observar as condições higiênico-sanitárias do local, o uso de Equipamento de Proteção Individual (EPI), verificar a data de validade dos produtos usados e se possuem registro na ANVISA.

Outra medida de segurança é, antes de marcar sua consulta, buscar referências, pesquisar na internet sobre a clínica e o profissional em questão. Procedimentos feitos de maneira inadequada podem causar danos irreversíveis à saúde e, até mesmo, custar uma vida.

Em caso de irregularidades, denuncie através do telefone: (22) 99868-0244, por ligação ou mensagem de Whatsapp. O anonimato é garantido.

Subcom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *