Vacina contra a gripe continua disponível em mais de 30 postos em Campos - Tribuna NF

Vacina contra a gripe continua disponível em mais de 30 postos em Campos

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Subsecretaria de Vigilância em Saúde, reforça a importância da vacinação contra a gripe para evitar complicações causadas pela doença. A vacina continua disponível para toda a população com mais de 6 meses de idade. O município possui mais de 30 salas de vacinação, funcionando de segunda a sexta-feira.

A sala de vacina da secretaria de Saúde funciona também aos sábados e domingos, das 8h às 17h, e durante a semana, das 8h30 às 20h. Outra unidade que funciona aos finais de semana, das 8h às 17h, é a Clínica da Criança, em Guarus. Nesta quinta-feira (28), das 8h30 às 13h, mais de 30 pessoas tomaram o imunizante na sala de vacina da Secretaria de Saúde.

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza teve início em 10 de abril apenas para os grupos prioritários. Em maio, o Ministério da Saúde orientou os Estados a realizarem a ampliação das ações para a população em geral.

Segundo a Secretaria de Saúde, 121.270 doses foram aplicadas no município desde o início da campanha. Desse total, 48.749 pessoas integram o grupo de risco, cujo público alvo a ser imunizado é de 188.729 munícipes.

O assessor técnico de Imunização, Leonardo Cordeiro, disse que, enquanto houver doses no estoque, a vacina continuará sendo ofertada. “A vacina é segura e eficaz, integrando o Programa Nacional de Imunizações há muitos anos. Pessoas mais vulneráveis, como idosos, gestantes, crianças menores de cinco anos e pessoas com comorbidades têm sérios riscos de complicações, podendo causar internações e até óbitos”, disse ele, lembrando que a vacina contra a gripe pode ser tomada simultaneamente a outras vacinas, como contra a Covid-19.

O motorista Fernando Domingues de Azevedo Neto, 23 anos, tomou o imunizante esse mês. Consciente da importância de se proteger, ele disse que toma a vacina todos os anos. “Felizmente, não tive nenhuma reação”, contou ele.

Secom*

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *