Suspeitos são presos em tentativa de roubo e sequestro em Campos

Equipes do 6º Comando de Policiamento de Área (CPA) e 8º Batalhão de Polícia Militar (8º BPM) prenderam seis suspeitos de formação de quadrilha e tentativa de roubo, na madrugada desta sexta-feira (20), em Campos dos Goytacazes. Segundo a polícia, a agência de inteligência do 6º CPA foi notificada, na última quinta-feira (17), sobre oito homens, residentes do Rio de Janeiro, que realizariam um assalto e sequestro em Campos, possivelmente entre os dias 18 e 19. Um monitoramento foi iniciado a partir de então.

A polícia informou que os suspeitos teriam a intenção de assaltar uma residência, nas proximidades da agência Itaú, em Guarus, e, além de roubar, iriam sequestrar uma das vítimas para, posteriormente, pedir o resgate. Dentre as informações recebidas pela equipe de inteligência do 6º CPA, constava a possibilidade de os assaltantes estarem em dois carros: um Kia Óptima branco e um Fiat Mob preto. E também foram informados sobre uma possível casa que eles teriam alugado.

Durante a operação, a polícia iniciou o monitoramento para interceptar esses veículos e procurar nas redondezas informadas. Nesta sexta-feira (20), as equipes encontraram os veículos, que foram abordados por agentes do GAT 2 e Patamo 2. De acordo com a polícia, em um dos carros (Kia Óptima), estava um polícial militar, de iniciais C.R.B, lotado no RJ, com duas anotações criminais; R.P.S, com três anotações criminais; A.R.S, com uma anotação criminal. No outro carro (Fiat Mob), estava A.S.L, com quatro anotações criminais; M.V.P, com cinco anotações criminais; R.O.S, com sete anotações criminais e mandado de prisão em aberto contra ele.

Ainda segundo a polícia, os envolvidos, bem como os veículos e a arma de fogo, que estava com o policial militar, foram conduzidos e apresentados à 146ª Delegacia de Polícia de Guarus. “Após revista minuciosa, foi encontrado com R.P.S a quantia de R$ 6.000 em espécie e A.R.S. foi preso autuado no ART 180 do CP e R.O.S ficou preso atuado no ART 180 do CP e pelo mandado de prisão contra ele. Os demais envolvidos foram ouvidos e liberados. O policial militar teve sua arma de fogo, carregadores, munições e celular devolvidos”, informa ocorrência.

JTV*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.