23/05/2024
Polícia

Suspeito de atirar em sargento da PM é espancado, arrastado e morto a tiros no meio da rua

Um homem de 42 anos, suspeito de atirar no sargento da Polícia Militar Jocelino Alves Freitas, na noite desta quarta-feira (5) na frente do destacamento da PM, no Bairro da Penha, em Vitória, foi espancado, arrastado por escadarias e morto a tiros no meio da rua no bairro Gurigica, também em Vitória, na manhã desta quinta-feira (6).

Segundo moradores, Luciano da Silva Pereira foi executado por traficantes porque atirou no militar. O corpo dele foi jogado no meio da Rua Waldyr Meirelles.

Policiais receberam a informação que Luciano teria atirado no sargento em um momento de surto e não a mando do tráfico e foi executado porque a polícia ocupou o Bairro da Penha depois do crime.

Alguns parentes do homem teriam ido ao hospital durante a madrugada achando que ele tinha sido socorrido após ser sequestrado e espancado por traficantes. Pela manhã, familiares de Luciano entraram em desespero quando viram o corpo dele no meio da rua.

De acordo com a PM, Luciano já foi preso por porte ilegal de arma, tentativa de homicídio e outros crimes.

Em nota, a Polícia Civil disse que ambos os casos – do policial baleado e do suspeito morto – seguiram para investigação da Divisão Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O corpo do homem morto foi encaminhado para o Departamento Médico Legal (DML) de Vitória, para ser necropsiado e, posteriormente, liberado para os familiares.

O sargento da PM Jocelino Alves Freitas foi baleado no braço na frente do Destacamento da Polícia Militar (DPM) do bairro da Penha. De acordo com a polícia, o crime aconteceu por volta das 21h30. Dois policiais estavam na unidade da polícia que dá apoio ao bairro quando ouviram barulho de tiro.

Os policiais saíram para ver o que estava acontecendo e encontraram um homem armado, que atirou contra os policiais e acertou um tiro no braço direito do sargento.

No chão da frente do DPM ficaram algumas cápsulas de tiros disparados. Vidros e paredes próximas ao local também foram atingidos.

O homem que atirou contra os policiais conseguiu fugir. Após o crime, a PM ocupou o bairro.

O PM baleado foi levado para o Hospital São Lucas, em Vitória e gravou um vídeo para tranquilizar os amigos.

Fonte: G1

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *