Premonição hídrica: o que é salgado ainda mais salgado ficará - Tribuna NF

Premonição hídrica: o que é salgado ainda mais salgado ficará

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Por Marcos Pedlowski

No dia 06 de janeiro, o prefeito Wladimir Garotinho com justa e inteira razão indeferiu o pedido de 11,98% de reajuste na carésima tarifa de água e esgoto que nos é cobrada religiosamente pela lucrativa concessionária Águas do Paraíba (que neste momento presenteia os seus consumidores cativos com mais uma prestação do reajuste também negado em 2022).

Pois bem, na última 5a. feira, o jornalista Ralfe Reis nos informou em seu blog que a juíza Helenice Rangel Gonzaga Martins, da 3a. Vara Cível de Campos dos Goytacazes, indeferiu um pedido da mesmíssima Águas do Paraíba para derrubar o veto do prefeito Wladimir Garotinho, para poder assim acrescentar, sem dó nem piedade, mais 11,98% nas caríssimas contas que os campistas já pagam por um serviço que, convenhamos, continua a dever (e eu não estou nem falando da remoção dos agrotóxicos que hoje contaminam a água servida aos campistas).

A razão básica apontada pela meritíssima juíza da 3a. Vara Cível é que a Águas do Paraíba não teria demonstrado a necessidade de reajuste de contas em face do que seriam os custos efetivos que a empresa estaria tendo para fazer chegar uma água não tão benta na casa dos campistas. O despacho da juíza Helenice Rangel Gonzaga Martins me pareceu ser do tipo “direto e reto” e de boa sustentação jurídica.

O problema, meus caros leitores, é que agora vem a parte da premonição deste humilde professor e dublê de blogueiro: a não ser que eu não esteja lendo bem a posição do búzios, não muito distante no futuro teremos um juiz plantonista sediado na Cidade Maravilhosa dando um despacho que irá reverter a decisão do chefe do executivo municipal e concederá os 11,98% (como será que chegaram a este número??) demandados pela Águas do Paraíba.

Será que dessa vez, o prefeito Wladimir Garotinho vai recorrer para derrubar a liminar do juiz plantonista ou vamos ter que entubar mais esse reajuste absurdo? Quem viver, verá.

*Marcos Pędłowski é Professor Associado da Universidade Estadual do Norte Fluminense em Campos dos Goytacazes, RJ. Bacharel e Mestre em Geografia pela UFRJ e PhD em “Environmental Design and Planning” pela Virginia Tech. Pesquisador Colaborador Externo do Centro de Ecologia, Evolução e Alterações Ambientais da Universidade de Lisboa.

Confira a decisão aqui: Juíza de Campos nega pedido de Águas do Paraíba e mantém decisão de Wladimir que negou reajuste da tarifa de água e esgoto

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *