Prefeito Wladimir Garotinho reúne futuro secretariado e anuncia economia financeira com novo organograma

O prefeito Wladimir Garotinho, ao lado do vice-prefeito Frederico Paes, realizou nesta terça-feira (29), no auditório da Associação Comercial e Industrial de Campos (Acic), a primeira reunião com todo secretariado que vai fazer parte do governo a partir de 2021. Minutos antes, Wladimir Garotinho concedeu coletiva à imprensa e anunciou que, com o novo organograma municipal a ser implantado nos próximos quatro anos, a prefeitura terá uma economia financeira em torno de R$ 6 milhões a R$ 7 milhões/ano.

– Com o novo organograma foi possível enxugar a máquina, extinguindo cargos comissionados e diminuindo RPAs, promovendo economia financeira. No dia 1º vamos publicar vários decretos de normatização de fluxo para controle interno. A situação financeira atual da prefeitura é muito difícil. Para se ter uma ideia, existe uma ação judicial do Siprosep para liberação de pagamento do 13º dos servidores e Rafael Diniz já disse que não sabe se poderá pagar – afirmou o prefeito.

Wladimir Garotinho explicou que lhe foi dado pouco tempo para a transição e que foram registradas dificuldades para o levantamento mais claro e aprofundado de dados, além do básico assegurado pela Lei Orgânica Municipal. “Mas, diante de todos os problemas e obstáculos, eu estou muito animado e confiante de que a cidade tem jeito e nós podemos fazer muito pelo nosso povo”, acrescenta Wladimir Garotinho.

O prefeito Wladimir reafirmou que a reabertura do Restaurante Popular acontecerá em breve, com estimativa para o primeiro semestre. Ele afirmou que estatísticas apontam que hoje em Campos existem cerca de 180 mil pessoas abaixo da linha de pobreza, daí a importância do Restaurante Popular.

O vice-prefeito Frederico Paes destacou que os “desafios são muitos e que serão superados com trabalho, empenho e experiência das pessoas que integram a equipe”. E, completou Frederico Paes: “Seguindo a orientação do prefeito Wladimir, todo o governo vai se dedicar a administrar com gestão e eficiência, com planejamento, para ter a melhor aplicação de nossos recursos humanos e financeiros, para que o resultado seja sentido na ponta, em benefícios para a população e na reconstrução da cidade”.

Ascom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *