Prefeito Wladimir Garotinho reabre UBSF de Santa Rosa e anuncia outras melhorias

Ao inaugurar na noite desta terça-feira (29) a reforma e ampliação da Unidade Básica de Saúde da Família (UBSF) do Parque Santa Rosa, em Guarus, o prefeito de Campos, Wladimir Garotinho, também anunciou a reabertura de, pelo menos, quatro outras unidades ainda este ano, além da reforma de dez escolas e creches. Uma das escolas que terá a obra retomada será a que fica em frente à UBSF do Santa Rosa, localizada na Rua Juiz Antônio Braga, cujo prédio foi abandonado pelo governo passado.

Segundo o prefeito, a próxima UBS a ser entregue será a Jamil Ábido, no bairro da Pecuária, fechada em 2019 pela gestão anterior. Já foram reabertas as UBSs de São Sebastião e a de Lagoa de Cima. Para a unidade de Custodópolis, a prefeitura doou uma ambulância. A ex-governadora do Rio e ex-prefeita de Campos, Rosinha Garotinho, a deputada federal Clarissa Garotinho, a primeira-dama Tassiana Oliveira e a filha do casal, Grabriela, além de secretários, vereadores, funcionários públicos e comunidade em geral participaram da solenidade de inauguração da UBSs do Santa Rosa. A unidade, fechada há mais de 2 anos, foi reaberta com uma estrutura totalmente readequada, incluindo pintura, reparos no telhado e paredes, troca de portas e janelas.

A reforma foi possível graças ao apoio de moradores do bairro, comerciantes e parceria da iniciativa privada, através do Programa Amigos da Cidade. A unidade vai funcionar no modelo Estratégia Saúde da Família (ESF), com atuação dos agentes comunitários de saúde, atendendo uma população estimada em 6 mil pessoas do bairro e entorno. A UBSF vai oferecer uma série de serviços como consulta médica, enfermagem, realização de exames ginecológicos, odontologia, farmácia, teste rápido para detectar o vírus HIV e sala de vacina. O atendimento será de segunda à sexta-feira, das 8 às 17h.

O secretário de Saúde e presidente da Fundação Municipal de Saúde, Adelsir Barreto, ressaltou que o compromisso é levar mais saúde para todos. “Temos muito mais a realizar”. O diretor de Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Rodrigo Carneiro, disse que a reabertura da UBSF representa a melhoria da qualidade de vida e não apenas a melhoria dos números. “Todos estão de parabéns”.

Parcerias – Durante seu discurso, Wladimir disse que o governo tem conseguido avançar devido às parcerias e ajuda da população. Um dos parceiros para reabrir a UBS do Santa Rosa foi Adriano Manhas, nascido e criado no bairro. Adriano contou que, ao ouvir do prefeito que era para unir forças a fim de reabrir a UBS, se esforçou para reformar a unidade em 30 dias. “O local estava em total abandono. Trocamos praticamente tudo, das janelas à fiação elétrica, além de fazer um jardim na entrada”, disse ele, destacando também o empenho do secretário de Saúde.

A ex-governadora Rosinha Garotinho destacou o espírito público de Adriano e a luta que o prefeito tem travado para mudar a história de Campos. “Quando deixei a prefeitura, a cidade ficou abandonada. O governo passado fechou tudo. Um total descaso com a população”.

Quem sentiu na pele esse descaso foi o aposentado Juvenal dos Santos, 66 anos, morador do Parque Santa Rosa há 43 anos. Ele disse que, quando a UBS foi fechada, tinha que andar 2km de bicicleta até a UBS do Parque Eldorado para conseguir atendimento. “Era bem cansativo”, afirmou.

Wladimir disse ter traçado cinco metas para o primeiro ano de governo. Quatro, segundo ele, já conseguiu cumprir, que é pagar os salários dos servidores em dia, acertando, inclusive, os pagamentos atrasados deixados pela gestão passada; a reabertura do Restaurante Popular, que atualmente fornece 1,5 mil refeições/dia; a volta do transporte alternativo; e a retomada da obra do Shopping Popular Michel Haddad. “A quinta meta, que é a retomada da obra do Parque Saraiva, no distrito de Goitacazes, ainda estamos trabalhando para alcançá-la. Queremos olhar pra frente e chegar ao final do mandato com a certeza de ter melhorado a qualidade de vida da população”, afirmou.

A deputada Clarissa Garotinho, por meio das emendas parlamentares, tem ajudado a prefeitura a promover essas melhorias. “Campos tem hoje um prefeito presente. Não é fácil governar num momento tão difícil como esse, devido à pandemia”, afirmou ela, destacando que conseguiu recursos da ordem de R$ 40 milhões, sendo que R$ 20 milhões ainda estão em fase de recadastramento, que serão usados para a reforma do Hospital Ferreira Machado (HFM), construção de três usinas de oxigênio e reforma de escolas e creches. “É um prazer trabalhar ao seu lado prefeito”, disse.

Participaram da entrega o vice-presidente da Câmara, Juninho Virgílio, e os vereadores Dandinho de Rio Preto; Pastor Marcos Elias; Kassiano Tavares; Leon Gomes; Jô de Ururaí; Bruno Pezão e Luciano Rio Lu.

Subcom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *