PF no Rio prende procurador da Fazenda Nacional por suspeita de pedofilia

A Polícia Federal no Rio de Janeiro prendeu na tarde desta sexta-feira (31), num hotel na Zona Sul da cidade, um procurador da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional, órgão ligado ao Ministério da Economia, suspeito de pedofilia.

A ação desta sexta dá seguimento à Operação Nêmesis, deflagrada na quinta-feira (23) em oito estados.

Os agentes cumpriram dois mandados de busca e um de prisão preventiva, todos expedidos pela 5º Vara Federal Criminal contra o investigado, que é um homem de 48 anos.

O suspeito irá responder por crime previsto Estatuto da Criança e do Adolescente que prevê, entre outros atos, “divulgar por qualquer meio (…) registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente”.

A PF também apreendeu dois celulares e o material foi encaminhado para perícia.

Operação Nêmesis

A Polícia Federal (PF) cumpriu, no último dia 23 de maio, 28 mandados de busca e apreensão na Operação Nêmesis, em oito estados, contra a exploração sexual infantil. Seis pessoas foram presas.

De acordo com a PF, são investigados na operação crimes de produção, armazenamento e distribuição de material pornográfico envolvendo crianças e adolescentes. A prisão se justificava se os agentes encontrassem fotos, vídeos e arquivos em computadores.

Em Campo Grande, Zona Oeste do Rio, policiais encontraram material no computador de um homem de 32 anos que mora com os pais.

G1*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *