Petroleiros com suspeita de covid-19 são mantidos pela Petrobrás em hotéis em Campos

O Sindipetro-NF está acompanhando e cobra mais transparência da Petrobrás em relação aos casos de desembarques de petroleiros com suspeita de terem contraído o coronavírus, na Bacia de Campos. O sindicato recebeu informações de que uma aeronave pousou, ontem, no Aeroporto Bartolomeu Lisandro, em Campos dos Goytacazes, com trabalhadores com sintomas de gripe, alguns deles com febre.

O voo inicialmente era destinado ao aeroporto de Macaé, mas foi transferido para a cidade vizinha em razão do fechamento do aeroporto macaense, determinado pela prefeitura do município.

A entidade alerta para o fato de que os trabalhadores foram levados para um hotel e uma pousada da cidade, sem atendimento médico, e permanecem hospedados nestes locais. No voo, foram acompanhados por um profissional de enfermagem. Pelo menos dez pessoas estariam nesta situação.

De acordo com o coordenador geral do Sindipetro-NF, Tezeu Bezerra, o comportamento da Petrobrás é muito grave. Ele acredita que nem mesmo a Prefeitura de Campos foi notificada dos casos suspeitos e informa que os trabalhadores não foram submetidos ao teste do covid-19.

“Os trabalhadores também estão com medo de relatar os seus casos, em razão de uma política de terror adotada pela empresa, que tem promovido suspensões e até demissões de petroleiros que participaram da greve de fevereiro”, acrescenta Tezeu.

O sindicato reafirma a sua orientação para que os petroleiros e petroleiras informem todas as ocorrências que os exponham a risco de saúde e segurança, pelo e-mail denuncia@sindipetronf.org.br. A entidade garante o sigilo sobre a autoria da denúncia.

Fonte: Sindipetro NF

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto: