18/06/2024
Polícia

Operação da Enel com a Polícia Civil prende cinco em flagrante por furto de energia

Com apoio da polícia, operação terminou com cinco prisões em flagrante e o registro de sete ocorrências policiais por furto de energia;

O projeto Energia Legal, realizado pela Enel Distribuição Rio com o apoio da Polícia Civil durante a semana passada em Macaé, identificou 117 irregularidades na medição de energia de estabelecimentos comerciais e residências. A operação terminou com cinco prisões em flagrante e o registro de sete ocorrências policiais relacionadas ao consumo irregular de energia, como ligações diretas na rede da distribuidora sem passar pelo aparelho de medição e fraude no medidor de energia. Os cinco detidos são responsáveis por estabelecimentos comerciais: duas lojas de lava a jato, um depósito de bebidas, uma empresa de reboque e uma lanchonete.

Durante o Energia Legal, para facilitar o acesso aos serviços, a Enel ofereceu atendimento móvel a 140 clientes do município, que puderam solicitar segunda via de conta, ligação nova e troca de titularidade, por exemplo. Além disso, foram realizadas 23 negociações de dívidas, permitindo aos clientes a regularização de seus débitos.

Com a intenção de combater irregularidades e furtos, o projeto, que está em sua 51ª edição, já identificou em torno de 21,5 mil furtos de energia, sendo 92% dos casos em residências e 8% em comércios nas 27 cidades por onde passou desde o fim de 2019. “O trabalho integrado entre as diversas áreas da empresa em conjunto com a Polícia Civil promove resultados muito relevantes no combate ao furto de energia. Ao minimizar este tipo de ocorrência em nossa área de concessão, além de potencializar os bons resultados operacionais, geramos benefícios tanto para a companhia quanto aos clientes”, afirmou Ricardo Lima, responsável por Operações de Perdas da Enel Rio.

Combate ao furto de energia

Além de ser crime com pena prevista de até oito anos de reclusão, as ligações irregulares impactam negativamente a qualidade do serviço prestado, prejudicam todos os consumidores da concessionária, com maior número de interrupções e, por vezes, dificultam o restabelecimento da energia elétrica. De acordo com estimativas da empresa, se não houvesse furto de energia, as tarifas de todos os clientes da Enel Rio poderiam ser reduzidas em cerca de 5%.

Adotar a prática popularmente conhecida como “gato” traz sérios riscos tanto para quem pratica o ato quanto à população de forma geral. Manipular um medidor de energia sem habilitação, ou fazer ligação direta na rede elétrica pode gerar choques e acidentes graves, inclusive fatais. Para denunciar furto de energia, basta acessar o site www.eneldistribuicao.com.br/rj/denuncie.aspx ou o aplicativo da Enel Rio ou ligar para 0800 280 0120. Não é necessário se identificar.

Com ascom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *