16/06/2024
Polícia

Morre em acidente ex-assessor de Gabriel Monteiro que prestou depoimento com colete à prova de balas

Morreu na noite deste sábado Vinicius Hayden Witeze, ex-assessor do vereador do Rio e youtuber Gabriel Monteiro, em um acidente de carro na RJ-130, estrada que liga Teresópolis a Nova Friburgo, na Região Serrana. Hayden prestou depoimento na última quarta-feira na Câmara de Vereadores do Rio no processo que pode culminar na cassação de Monteiro. Ao depor, Vinícius Haydan relatou sofrer ameaças. Ele entrou e saiu da Câmara cercado por seguranças e usando um colete à prova de balas.

De acordo a Polícia Civil, o acidente está sendo investigado pela 110ª DP (Teresópolis). Agentes fizeram uma perícia no local e as primeiras informações indicam que o motorista perdeu a direção do veículo ao entrar em uma curva da rodovia. Uma sobrevivente relatou aos policiais da delegacia que não houve intervenção de terceiros no acidente.

O delegado Marcio Mendonça Dubugras, titular da 110ª DP, marcou para esta segunda-feira uma perícia no carro para analisar se houve adulteração na parte mecânica, elétrica ou do sistema de alimentação de combustível que pudesse contribuir no acidente. Uma equipe de peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) da capital participarão da análise.

Dentro do carro, foram encontradas cópias do depoimento que Hayden deu na Câmara de Vereadores na última quarta-feira.

Ao depor para a polícia, a passageira do veículo que sobreviveu no acidente descartou que o carro estivesse em alta velocidade já que havia sinais de problemas mecânicos por uso de gasolina de baixa qualidade. Aos policiais, ela ainda descartou qualquer situação anormal afirmou acreditar que o acidente foi causado pela soma de três fatores: o desconhecimento da via, a escuridão e a sinalização precária da estrada.

Em suas redes sociais, Gabriel Monteiro disse lamentar a morte do ex-assessor. O vereador também acusou Vinícius Hayden de forjar provas contra ele:

“Quem me conhece sabe que não desejo mal a ninguém. Meu ex-assessor que tinha sido pego oferecendo 600 mil reais a outro assessor para forjar provas contra mim. Que foi flagrado junto com o 02 da máfia do reboque. Morreu num acidente. É triste demais. Jamais torceria por esse fim! Após tentarem me forjar em estupros, pedofilias, assédios, e mil outros crimes. Vão falar que eu o matei. De coração, que ele esteja com Deus. Imagino a dor dos seus pais, pessoas maravilhosas”, escreveu Monteiro.

O Globo*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *