Menino de 7 anos morre após receber medicação intravenosa em hospital da Região dos Lagos

Um menino de sete anos morreu na madrugada desta quarta-feira (19) após receber medicação intravenosa no Hospital Nossa Senhora de Nazareth, no distrito de Bacaxá, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio. Segundo a família, Jhonathan Leonardo Souza deu entrada na unidade, na terça (18), com febre, tosse e vômito, mas, logo após receber a medicação, sofreu paradas cardíacas.

Parentes afirmam que houve negligência. A Prefeitura informou que abriu um processo administrativo para investigar o caso.

A família mostrou o documento do hospital com a descrição dos medicamentos prescritos: soro fisiológico, ondansetrona, ranitidina e nebulização com adrenalina 1 mg/ml, em quantidade igual a 3. Também houve indicação de radiografia de seios da face e radiografia de tórax.

“Deram um medicamento com adrenalina e ele veio a óbito em menos de 24 horas. Eu acho que não teve inalação. Eu acho que a adrenalina que era para ele inalar, eles aplicaram na veia”, explica Juli Gomes, parente da vítima.
Parentes de Jhonathan Leonardo Souza mostram a descrição dos medicamentos indicados em hospital de Saquarema, no RJ — Foto: Arquivo pessoal
Parentes de Jhonathan Leonardo Souza mostram a descrição dos medicamentos indicados em hospital de Saquarema, no RJ — Foto: Arquivo pessoal

Jhonathan chegou a ser transferido para o Hospital Estadual Roberto Chabo em Araruama, por volta das 23h desta terça, mas não resistiu e morreu às 1h22 desta quarta.

“Meu ‘pequenininho’ chegou andando. Chegou com febre, tossindo e com vômito. Pegaram ele, passaram exame mas mandou fazer o medicamento primeiro. Aí, quando fez o medicamento na veia, ele não aguentou e parou. Eles entubaram ele e o médico falou que as chances já não eram boas”, contou a tia Simoni Carvalho.

O governo do Estado informou por meio de nota que o menino “deu entrada na unidade às 23h50min, em estado gravíssimo. No hospital, ele foi prontamente atendido e medicado com a finalidade de estabilizar o seu quadro clínico, uma vez que apresentava ritmo cardíaco irregular”.

O Estado disse ainda que “vinte e dois minutos após a sua entrada, o paciente apresentou três paradas cardiorrespiratórias. Médicos do hospital atuaram para estabilizar Jhonathan com massagem cardíaca, além de administrar medicação venosa. O paciente foi a óbito na madrugada desta quarta-feira (19), mesmo com todos os esforços do corpo médico do HERC”.

Na certidão de óbito consta “hemorragia pulmonar maciça, insuficiência cardíaca e arritmia cardíaca como causas da morte”.

Certidão de óbito de Jhonathan Leonardo Souza, de 7 anos. Criança morreu após receber medicação em hospital de Saquarema, no RJ — Foto: Arquivo pessoal
Certidão de óbito de Jhonathan Leonardo Souza, de 7 anos. Criança morreu após receber medicação em hospital de Saquarema, no RJ — Foto: Arquivo pessoal

O corpo da criança foi velado no início da tarde desta quarta e enterrado no cemitério de Sampaio Corrêa, distrito de Saquarema, por volta das 16h.

A família contou que a Prefeitura arcou com os custos do velório, já o enterro será pago pelos familiares.
Amigos e parentes se despedem de menino de 7 anos que morreu nesta quarta-feira (19) após dar entrada em hospital da Saquarema, no RJ — Foto: Juli Gomes Machado/Arquivo pessoal
Amigos e parentes se despedem de menino de 7 anos que morreu nesta quarta-feira (19) após dar entrada em hospital da Saquarema, no RJ — Foto: Juli Gomes Machado/Arquivo pessoal

Em nota divulgada, a Prefeitura de Saquarema disse que lamenta o ocorrido com o menino Jhonathan e que vai investigar. Veja nota na íntegra.

“A Prefeitura de Saquarema lamenta o ocorrido com o menino Jhonatan. Ele deu entrada no Hospital Nossa Senhora de Nazareth, em Bacaxá, e de acordo com a IAGES, Organização Social que administra o hospital, o paciente apresentava quadro respiratório e recebeu as medicações de rotina conforme prescrição médica.

A Prefeitura de Saquarema, por meio de sua assessoria jurídica, abriu processo administrativo para investigar o caso e determinar o que houve. Após a conclusão das investigações, o departamento jurídico tomará as devidas providências.

A Prefeitura, novamente, lamenta o ocorrido e se solidariza com os familiares e amigos do Jhonatan neste momento de luto”.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *