Menina de 13 anos é morta com pancadas na cabeça e padrasto é suspeito

Menina de 13 anos é morta com pancadas na cabeça em Laje do Muriaé, na Região Norte Fluminense. O corpo foi encontrado no sábado (8). Segundo a polícia, o padrasto de 36 anos é suspeito e ainda não foi localizado. Ainda segundo a polícia, um pedido de prisão temporária foi entregue à Justiça.

No sábado a mãe da menina, procurou a delegacia de Itaperuna, relatando o desaparecimento de Laysla Karla, que saiu de motocicleta com o padrasto por volta das 16h da sexta-feira (7) em direção à Carangola, estado de Minas Gerais, afirmou a polícia.

O irmão do suspeito disse em depoimento à polícia, que esteve na sexta-feira (7) com o irmão por volta das 19h, a menina estava com ele e que não percebeu nada de anormal, já que o padrasto costumava a sair com a enteada.

De acordo com a polícia, o suspeito trocou de motocicleta com o irmão e ainda iria devolver mais mil reais como parte do negócio.

No sábado (8) o padrasto retornou às 06h da manhã à casa do irmão sem a menina e dizendo que deixou a jovem em casa e que seguiria para Minas Gerais.

Ainda no sábado (8) a Polícia Militar foi chamada e o corpo foi encontrado. Segundo o delegado Gesner Cesar, a causa da morte traumatismo craniano causado por pancadas na cabeça, por objeto ainda não identificado.

O corpo foi levado para o IML de Santo Antônio de Pádua e a polícia aguarda exames que poderão esclarecer se houve abuso sexual.

A moto do padrasto foi levada para a delegacia de Laje do Muriaé.

A polícia divulgou o número (22) 3852 1977 para qualquer informação sobre o caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *