Grupo de Emergência em Alagamentos atento aos chamados

Devido às fortes chuvas dos últimos dias, a coordenadoria de Defesa Civil, que é um dos órgãos integrantes do Grupo de Emergência em Alagamentos, permanece em estágio de atenção e vem atendendo aos chamados da população, pontualmente. Nesta terça-feira (24), um dos pontos de atendimento pela equipe da Defesa Civil é a Rua Projetada A, no bairro Novo Jóquei, e adjacências.

– Nossa equipe está utilizando uma motobomba nesse trabalho, que vai avançar pela tarde, enquanto houver água no local. Nesta terça, em algumas áreas, já choveu mais do que o previsto para todo o dia, que era de 8,0 mm – explica o coordenador municipal de Defesa Civil, Edison Pessanha.

Para evitar alagamentos, de forma preventiva, foram vistoriados diversos cisternões como os da rua Valtemar Fernandes Pimentel, em Guarus; o da Edmundo Chagas, próximo ao Salete; o da Rocha Leão, o da avenida Nossa Senhora do Carmo e todos estão com os sistemas de drenagem em pleno funcionando, segundo o coordenador da Defesa Civil. Ele lembra que em caso de emergência, basta acionar o órgão pelos telefones 199 e (22) 98175-2512.

– Somos uma planície e a drenagem se torna inevitavelmente mais lenta. Por estarmos em um ano muito chuvoso e numa primavera também chuvosa, como não acontecia há cinco anos, com pancadas de chuva num curto espaço de tempo, pode ocorrer pontos de alagamento. Mas estamos atentos. Os órgãos municipais estão monitorando e atuando para evitar que haja acúmulo de água em alguns pontos. Além de atuar quando há chamado da população – destaca major Edison.

Segundo a Defesa Civil, na segunda-feira (23), choveu em algumas áreas mais que o dobro do previsto para todo o dia, apontaram registros dos pluviômetros.

Acumulado – O mês de outubro deste ano (138,3mm) choveu quatro vezes mais se comparado ao mesmo período de 2019 (33, 4mm). Somente no mês de Novembro, choveu mais de 166.8 mm. Do início do ano até esta data, os pluviômetros já registram 984.1 mm de chuva, que ultrapassa o somatório de 2019, que fechou o ano em 894.4 mm.

Ascom*

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *