Criada Comissão Técnica para Concurso Público da Educação de Campos - Tribuna NF

Criada Comissão Técnica para Concurso Público da Educação de Campos

A Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia (Seduct) criou comissão técnica para subsidiar os estudos para elaboração do concurso público para o magistério de Campos. O pedido foi feito pela Secretaria de Administração e Recursos Humanos, responsável pelo certame. A decisão foi publicada no Diário Oficial do município (DO) nesta segunda-feira (31) – AQUI.

O secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Marcelo Feres, explicou que a comissão foi instituída por servidores efetivos com vasta experiência da rede municipal de ensino. “Além do subsecretário de Gestão Operacional, Nilo Manhães, também compõem a comissão a diretora pedagógica, Tânia Alberto; a assessora jurídica, Manuella Soares Nunes Freitas; a coordenadora de Prestação de Contas, Martha Castori; e a professora Simone Campos Bianchi dos Guaranys. Atualmente, a Seduct conta com cerca de 6 mil profissionais”, disse o secretário.

O prefeito Waldimir Garotinho também anunciou, no início de maio, a realização de concurso público para contratação de 378 novos servidores para 7 carreiras fundamentais para a memória da gestão pública. São elas: Auditor Fiscal, Técnico Fazendário, Contador, Analista de Controle Interno, Assistente de Controle Interno, Educador Social e Guarda Civil Municipal (GCM).

De acordo com Marcelo, essa não é uma ação isolada, é parte de um processo de reestruturação educacional. “O prefeito Wladimir tem dado todo apoio para a valorização dos servidores públicos, incluindo nossos profissionais da Educação. Um pacote de ações está sendo implantado, garantindo os direitos desses profissionais que ficaram tão prejudicados nos últimos anos”, assegurou Marcelo.

Dentre os avanços garantidos estão a retomada do pagamento da regência de classe em 2021; regulamentação da equiparação salarial dos profissionais do magistério ao piso nacional; descongelamento do pagamento do adicional de 3% sobre o salário referentes aos cursos de capacitação pedagógica; Programa de Bolsa Educacional para graduação de professores que não possuem nível superior; descongelamento da progressão funcional; reajuste do professor 1 para atingir o mínimo de 15% de proporcionalidade em relação ao professor 2, entre outras.

“Também assumimos o compromisso de dedicar 100% do FUNDEB para o pagamento dos profissionais da Educação, indo além do que exige a legislação (70%). Enfim, estamos caminhando para obtermos a Educação de qualidade que a gente acredita e sonha. Tem muitas coisas ainda a serem feitas, mas já demos os primeiros passos, superando os atrasos históricos”, informou Marcelo.

SAIBA MAIS: Prefeito sancionará lei da gratificação dos gestores escolares na próxima semana (AQUI).

Fonte: Prefeitura de Campos

Alerj

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *