Centro Especializado em Queimaduras do HFM é referência na região - Tribuna NF

Centro Especializado em Queimaduras do HFM é referência na região

IPTU - Prefeitura de Campos dos Goytacazes

Inaugurado no dia 12 de novembro de 2021 pelo Prefeito Wladimir Garotinho, o Centro de Atendimento Especializado de Queimaduras (CAEQ) é referência no Norte e Noroeste Fluminense. Nos últimos dois anos, o Hospital Ferreira Machado (HFM) já registrou 479 atendimentos às vítimas de queimaduras, o que representa um número expressivo de casos e que ressalta a importância de um serviço com essa especialização. O espaço funciona no andar térreo do hospital e conta com uma equipe multidisciplinar para acompanhamento após a alta hospitalar, garantindo, assim, um tratamento mais humanizado e seguro aos pacientes que precisam dar sequência às intervenções, mesmo depois da saída da unidade.

O setor recebeu o nome Lenício de Almeida Cordeiro, primeiro cirurgião plástico de Campos, que faleceu em 1994, aos 46 anos de idade, vítima de leucemia. O objetivo foi eternizar a memória do profissional que dedicou a vida às vítimas de queimaduras, especialmente as de maior gravidade.

“O Centro de Atendimento Ambulatorial de Queimados representa um ganho importantíssimo para os pacientes, pois possibilita um acompanhamento pós-operatório especializado, com cirurgiões plásticos e equipe técnica voltada para a recuperação não apenas estética, mas principalmente funcional, para a recuperação da qualidade de vida”, esclarece o presidente da Fundação Municipal de Saúde (FMS), Arthur Borges.

Tratamento – Cirurgião Plástico, Tércio de Abreu da Fonseca informa que o serviço oferecido no Ambulatório dos Queimados é inédito em Campos. “Não tinha em Campos essa assistência ao paciente vítima de queimadura e a situação piorou bastante durante a pandemia, quando o paciente não tinha onde procurar o atendimento. Então, foi sugerido esse ambulatório, um espaço dentro do HFM para colher esses pacientes. A partir dessa iniciativa do presidente da FMS, Arthur Borges, surgiu o Centro de Queimados”, disse.

Tercio ainda explica como funciona o setor. “Uma vez tendo condição de alta, os pacientes são registrados e começam o tratamento. Aqui é feita a avaliação médica pelas equipes da cirurgia plástica e da enfermagem, além da psicológica e assistência social. Depois, os pacientes são encaminhados para a fisioterapia. Eventualmente, os pacientes que precisarem de uma avaliação psiquiátrica são encaminhados para uma unidade da rede pública parceira do HFM”, informou.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *