Cartão Goitacá vai retirar 10 mil famílias da extrema pobreza até o final do ano

O Cartão Goitacá, Programa de Transferência de Renda, lançado nesta terça-feira (31) pelo prefeito Wladimir Garotinho, vai retirar milhares famílias da situação de extrema pobreza até o final do ano. Segundo o prefeito, quando assumiu a administração municipal, em janeiro de 2021, a situação social em Campos era grave, em virtude da pandemia da Covid-19. O benefício de R$ 200, aprovado por unanimidade na Câmara de Campos, integra o Campos com Você, que amplia a rede de proteção social do município.

“Nosso objetivo, com esse programa, até o final do ano, é reduzir em 50% a extrema pobreza no município de Campos. Só quem realmente passa necessidade e tem sensibilidade com o próximo entende a importância de um programa como esse que vai ser 100% baseado em critérios técnicos, por meio do CadÚnico (Cadastro Único de Programas do Governo Federal) e do trabalho das assistentes sociais, coordenado por duas profissionais concursadas da Prefeitura de Campos, para que não haja nenhuma dúvida sobre o que a gente quer para esse programa, que é atender as pessoas de verdade”, informa o prefeito Wladimir Garotinho.

Atualmente, mais de três mil famílias dentro do perfil foram identificadas pelas assistentes sociais e vão receber o benefício. Para ter direito ao Cartão Goitacá, a pessoa deve estar cadastrada no CadÚnico, sistema que regulamenta as pessoas que têm o benefício. “Depois de passar pelas assistentes sociais dos Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), passará por uma dupla conferência na secretaria para as pessoas que terão direito”, disse o prefeito.

O objetivo do novo Programa de Transferência de Renda da Prefeitura de Campos é atuar no fortalecimento da rede de proteção social e, com isso, colaborar para a erradicação da extrema pobreza e da fome no município. Ao conceder o benefício, são utilizados critérios técnicos baseados na legislação federal para o assunto. As pessoas beneficiadas terão os nomes divulgados nos canais oficiais, contribuindo para os princípios da transparência.

O novo programa também integra o Programa de Segurança Alimentar, implementado pela Secretaria de Desenvolvimento Humano e Social. Não é necessário que as pessoas busquem os Cras para a entrega dos cartões, que será feita pelos próprios profissionais nos Cras ou Creas dos seus respectivos territórios. A primeira fase do programa vai contemplar mais de três mil famílias que já são cadastradas no CadÚnico e a previsão é alcançar 10 mil até dezembro.

Confira a lista de beneficiados (AQUI).

Fonte Secom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.