17/06/2024
Campos

Campos em destaque no RJ no Mapa do Turismo do MTur

O município de Campos ficou na categoria B da classificação do Mapa do Turismo (MTur), divulgada pelo Ministério do Turismo esta semana. Os municípios turísticos brasileiros são classificados de A a E no Mapa de Turismo. A classificação é feita para que os gestores públicos possam identificar o desempenho da economia no turismo orientando assim a geração de políticas assertivas para o desenvolvimento do setor. Foram 71 municípios fluminenses de 12 regiões turísticas.

“É uma premissa do Ministério do Turismo, no qual Campos se mantém na categoria B do Mapa de Turismo. O grande desafio é fortalecer o conselho municipal junto ao plano de desenvolvimento municipal e regional de turismo para que a gente consiga novos recursos do Ministério e da Secretaria Estadual de Turismo e é, justamente por isso, que se desenvolve esse programa. A participação regional do turismo e a organização do conselho e do trade turístico são fundamentais para dar segmento à proposta do prefeito Wladimir Garotinho com a criação da Secretaria de Turismo”, afirma o secretário de Turismo, Hans Muylaert.

Entre as variáveis que determinam a classificação, estão a quantidade de estabelecimentos de hospedagens e empregos declarados na relação anual de informações sociais; a estimativa de visitantes domésticos e internacionais, realizada pelo Ministério do turismo; e a arrecadação de impostos federais informada pelo Governo Federal, chegando-se a análise de Cluster, que agrupa os municípios que possuem similaridade.

Na categoria A, por exemplo, estão municípios com turismo consolidado, como Angra dos Reis, Búzios; Cabo Frio; Macaé; Paraty; Petrópolis e a capital Rio de Janeiro. Para esta categoria, a média de empregos é de 2.267; 123 estabelecimentos; 133,9 mil turistas internacionais; 1,5 milhão de visitantes domésticos; e R$ 40,3 milhões de arrecadação federal. Na categoria B, onde estão também Araruama, Arraial do Cabo, Campos, Nova Friburgo, Rio das Ostras, Teresópolis, Saquarema, entre outros municípios, as médias são de 270 empregos; 25 estabelecimentos; 5.500 de turistas internacionais; 167 mil de turistas domésticos; e R$ 2,9 milhões de arrecadação federal.

“É com muita alegria que a gente recebe a conclusão do Mapa de Turismo brasileiro, que coloca Campos na categoria B das cidades do Estado do Rio de Janeiro. Isso demonstra que Campos é uma cidade de potencial turístico e, também, que a gente está no caminho certo, fazendo as políticas públicas corretas. O governo tem investido no setor, sempre com a participação da iniciativa priva, da sociedade civil organizada. Entendendo que o turismo é uma grande ferramenta de desenvolvimento econômico e social e é assim que a gente vai continuar: trabalhando em parceria, de forma participativa e convidando nossos munícipes para que se encantem e se apaixonem cada vez mais por nossa cidade e, cada vez mais, a gente se prepare para receber os turistas. Campos tem turismo e é uma cidade que está preparada para receber os turistas”, comemora a subsecretária de Turismo, Patrícia Cordeiro, presidente do Conselho de Turismo da região da Costa Doce (Conturdoce).

Campos possui em seu trade turístico o turismo religioso, rural, histórico e de entretenimento, além de belezas naturais na praia e na serra. Entre atrativos turísticos do município estão Lagoa de Cima; Morro do Itaoca, onde são realizados voos de parapente e asa delta, além de outras práticas esportivas no trajeto de subida do morro; Farol de São Tomé; entre outros, como o agroturismo e o roteiro religioso “Caminho de Santo Amaro”, entre a sede do município e o distrito que dá nome ao Padroeiro da Baixada Campista, que tem sua tradicional festa realizada no dia 15 de janeiro. O município também possui a tradicional festa do Santíssimo Salvador, Padroeiro de Campos, entre outros atrativos.

Secom*

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *